Neste Dia Mundial da Filosofia, a UNESCO convida-nos a celebrar a diversidade do pensamento humano e a contemplar o mundo com um olhar filosófico.


A filosofia não é apenas uma ciência antiga, alimentada por tradições de todo o mundo, mas é também um exercício vivo de interrogação e conceção do mundo, como é, mas também como poderia ou deveria ser.

Para construir um mundo melhor, para caminhar em direção a um ideal de paz, sabemos que devemos adotar uma abordagem filosófica, ou seja, devemos questionar as falhas do nosso mundo, além do tumulto das crises.

A filosofia é, portanto, essencial quando se trata de definir os princípios éticos que devem nortear a humanidade, como fez a UNESCO anos atrás com a Declaração Universal do Genoma Humano e os Direitos Humanos, e, mais recentemente com a Recomendação sobre a Ética da Inteligência Artificial, aprovada na última reunião da Conferência Geral pelos 193 Estados membros da UNESCO.

É igualmente insubstituível se quisermos reconstruir de forma sustentável a nossa relação com os seres vivos, confrontados com a urgência das alterações climáticas e do colapso da biodiversidade – seja com Bruno Latour que faleceu no mês passado e que nos lembrou da interdependência dos seres humanos e planeta ou com Achille Mbembe, que nos convida a refletir sobre a vulnerabilidade fundamental do ser humano.

Perante a magnitude dos desafios contemporâneos, é de facto a nossa própria conceção de humanidade que deve ser reexaminada, de modo a refletor sobre o “humano do futuro”, de acordo com o tema do Dia Mundial da Filosofia deste ano.

Esta reflexão deve ser aberta. Aberta sobretudo a todos os pontos de vista, especialmente, nesta Década Internacional das Língua Indígenas, como as filosofias indígenas podem mudar a forma como olhamos o mundo, bem como a nossa maneira de viver nele.

Aberta também para todos os tipos de conhecimento, particularmente para outras ciências humanas, a fim de compreender o mundo em toda a sua complexidade e ser capaz de traduzir a reflexão em ação.

Aberto, enfim, às nossas sociedades, porque a ciência da filosofia não está isolada do mundo, não é mera prerrogativa dos estudiosos nas suas torres de marfim. Todos devem ter as ferramentas da filosofia para reinventar um mundo comum, e desde a mais tenra idade.

Este é também o propósito do Dia Mundial da Filosofia. Neste dia, a UNESCO apela a todas as nossas sociedades a refletir coletivamente sobre o futuro da humanidade e conceber um mundo melhor.

 

DG/ME/ID/2022/62 – Original francês

Saiba mais em: https://www.unesco.org/en/days/philosophy

Assista em direto às celebrações desta efeméride em: https://webcast.unesco.org/events/2022-11-WPD/

  • Partilhe